segunda-feira, 22 de junho de 2015

ABC da Astronomia [30] Buracos Negros

Os buracos negros são objetos celestes tão densos que nem mesmo a luz consegue escapar de seu campo gravitacional, ou seja, tudo que está por perto é sugado para dentro dele. Dá um pouco de medo imaginar um lugar com todo esse poder, mas parece que se não fosse por um deles a nossa galáxia não estaria equilibrada. Essa ideia nasceu bem antes da cosmologia moderna mas ganhou forma nas equações de Einstein. Neste ABC da Astronomia, você conhece um pouco os estudos sobre esse mistério.

ABC da Astronomia [29] Vida

A gente tem uma noção intuitiva do que é a vida. Mas como identificá-la no Universo? Será que ela só se manifesta por aqui? Será que ela pode ter características totalmente diferentes da nossa? As pesquisas por vida inteligente vão chegar a algum resultado? Neste programa do ABC da Astronomia, nós viajamos por alguns dados conhecidos sobre este assunto e refletimos sobre essas perguntas que ainda não têm respostas.

ABC da Astronomia [28] Constelações

As constelações são representações culturais imaginadas a partir do alinhamento de estrelas, de regiões escuras ou claras ou qualquer forma de associação de estrelas que resultam em imagens significativas no céu. Neste programa do ABC da Astronomia, sugerimos um roteiro para aproveitar o prazer que é olhar as estrelas com amigos numa noite sem poluição. Vamos viajar pelo céu como o vemos com nossos olhos, reconhecendo as estrelas mais brilhantes.

ABC da Astronomia [27] Zodíaco

A faixa do Zodíaco é notável porque o Sol passa por ela ao longo do tempo. A Lua e os planetas também realizam seus movimentos dentro dessa faixa, que abriga constelações com símbolos importantes para várias culturas. Era de se esperar que as estrelas da região fossem mais observadas gerando figuras na imaginação dos povos. Mas ao contrário do que muitos gostariam, a faixa não é estática. Ela se transforma e hoje abriga 13 constelações. Entenda como tudo isso funciona.

ABC da Astronomia [26] Yuri Gagarin

Será que o primeiro homem a viajar para fora da Terra já tinha decorado seu texto "A Terra é azul"? Foi isso que o cosmonauta Yuri Gagarin disse ao deixar a órbita do nosso planeta e entrar para a história da humanidade, em 12 de abril de 1961. Parece mais um espanto de um homem simples, mas nada era simples na época da Guerra Fria. E foi este conflito que acelerou a corrida espacial. Neste programa do ABC da Astronomia, você entende como a história e a ciência se misturaram em meados dos anos 1960, contribuindo para o avanço da Astronomia.

ABC da Astronomia [25] Raios X

O raio X atravessa nossos ossos e vira uma fotografia de dentro da gente. Em 1985, Wilhelm Conrad Rontgen descobriu que havia uma radiação que penetrava materiais duros ou rígidos. As estrelas também emitem raio X, mas a radiação apenas da mesma família que aquela utilizada nos laboratórios médicos. Os raios são emitidos também pela maioria dos astros, inclusive os buracos negros, mas para ver os das estrelas, é melhor ir pra fora da Terra. Neste programa, viajamos para fora da órbita para conhecê-los.

ABC da Astronomia [24] Wolf

O Sol está no centro de nosso sistema, rodeado por outros sete planetas além da Terra. E conhecer o astro rei não é nada fácil: além de todos os filtros e das sondas especiais que já enviamos para tentar analisá-lo, é preciso criar referências. O número de Wolf nasceu de uma expressão matemática e cria uma das mais importantes formas de observar o comportamento das manchas solares. Neste programa do ABC da Astronomia, você entende como ele surgiu.

ABC da Astronomia [23] Via Láctea

A Via Láctea tem diversos significados. No céu, quando a noite não tem nuvens e poluição, ela é uma faixa clara. No espaço, é a nossa galáxia. No imaginário da Grécia antiga era um rio de leite. Na visão dos brasileiros originais é o caminho da Anta pela floresta. Na visão das nossas crianças... é preciso levá-las para onde possam vê-la. Neste programa, você conhece a origem de todos esses conceitos que chegam a ultrapassar a ciência e mexem com a cultura de muitos povos e culturas.

ABC da Astronomia [22] Universo

O planeta Terra está no Sistema Solar, que está dentro da Via Láctea, que por sua vez faz parte de um aglomerado de galáxias. Isso nos dá uma sensação de que a gente nunca chega lá: o universo é absolutamente tudo que a gente conhece, vê ou detecta. E é também tudo o que ainda vai ser descoberto. Este programa do ABC da Astronomia tenta escalar as distâncias astronômicas para termos uma noção mais próxima do humano das dimensões do que ainda temos por conhecer.

ABC da Astronomia [21] Terra

Além de ser o terceiro planeta do Sistema Solar, a Terra tem uma definição que nos soa mais familiar: nossa casa. A vida se estrutura de forma complexa e diversa nos vários ambientes, e a Terra só é do jeito que é por causa das coisas que aconteceram na sua superfície, inclusive por causa das plantas, animais e outras espécies. Neste programa, você vai ver como é a estrutura do planeta em que vivemos e o seu desenvolvimento ao longo do tempo. Vai também ver que nós, seres humanos, temos parte nisso tudo - inclusive no caos que têm se transformado alguns ciclos de vida que existem por aqui.

ABC da Astronomia [20] Sol

Conhecer o Sol não é nada fácil. É possível olhar pra ele apenas com o uso de filtros especiais. E pousar nele, nem pensar! Mas uma coisa é importante lembrar: ele não é uma bola de fogo. Com a evolução da tecnologia e das ferramentas de observação, nós estamos chegando mais perto com sondas e já conhecemos bem mais da nossa maior fonte de energia. Neste programa, você aprende a composição e entende como é o funcionamento do astro-rei.

ABC da Astronomia [19] Rotações

Rotação é o movimento periódico em torno de si mesmo, e revolução é o movimento de um objeto em torno de outro. Quando a gente pensa nos movimentos da Terra e da maioria dos planetas, fica fácil imaginar todos girando no mesmo sentido e na mesma direção. Mas nem sempre é assim. Tem planeta que "rola", e tem ainda planeta que gira ao contrário. Neste programa, você vai entender as consequências causadas pela movimentação dos planetas no universo, e vai descobrir que existe até planeta em que o dia é maior do que o ano.

sábado, 20 de junho de 2015

ABC da Astronomia [18] Quadrantes

O Quadrante é uma ferramenta criada para olhar para o céu. Com um pouco de geometria e matemática, os navegantes atravessaram oceanos. Com mais cálculo, mais matemática e com a ajuda dos quadrantes mais sofisticados, podemos organizar nossas descobertas sobre o céu. Neste programa do ABC da Astronomia, entenda como essas ferramentas simples funcionam, e como a sua evolução ajudou os astrônomos a chegarem mais longe nas pesquisas sobre o universo.

ABC da Astronomia [17] Planeta

As antigas civilizações observavam que havia sete astros que variavam a posição no céu. Por este motivo, Planeta é uma palavra que vem do grego e significa errante: aquele que muda de lugar. Foram os planetas originaram a semana, e em muitas línguas eles deram origem também ao nome dos dias. Antes de terem os nomes atuais, eram deuses gregos que batizavam cada um deles. Neste programa do ABC da Astronomia, você descobre que até o Sol e a Lua já foram considerados planetas, e fica sabendo em que pé está a nossa exploração desses companheiros de dentro ou até mesmo de fora do Sistema Solar.

ABC da Astronomia [16] Observatório

Há lugares na Ásia, África a América que têm estruturas construídas há séculos para acompanhar os solstícios e equinócios, momentos usados para a agricultura e muitas vezes ligados a atividades culturais. Com o passar do tempo, os observatórios se modernizaram: os principais elementos ópticos dos telescópios atuais continuam crescendo em tamanho e complexidade. E quando fomos pra fora da Terra, enxergamos coisas cada vez mais surpreendentes. Neste programa, você viaja pela evolução da arte de admirar - e estudar - o universo.

ABC da Astronomia [15] Noite

O Sol ilumina aproximadamente metade do planeta Terra o tempo inteiro. Mas por que quando ele vai embora, o céu fica escuro? As outras estrelas e todo o resto do universo não deviam brilhar no céu inteiro e, consequentemente, iluminar tudo por aqui? Neste programa do ABC da Astronomia, você vai entender melhor os mistérios que envolvem a noite, o intervalo de tempo entre o por do Sol e seu nascimento no horizonte. Vai saber também como que a resposta para estas perguntas pode estar na teoria do Big Bang.

ABC da Astronomia [14] Meteoro

Admirados por uns e muito temidos por outros, eles são meteoróides antes de chegar à Terra e passam a ser chamados de meteoros quando riscam nossa atmosfera. Depois disso, quando são grandes e chegam até o chão, são meteoritos. Neste ABC da Astronomia você vai descobrir que o Meteoro é um acontecimento, e não um objeto. Entenda também a diferença entre eles e as estrelas cadentes. Ah! Também falamos das chuvas de meteoros nesse episódio.

sexta-feira, 19 de junho de 2015

ABC da Astronomia [13] Lua

Astro mais próximo da Terra a nosso único satélite natural, a Lua é muito mais do que inspiradora de poemas. Mais de dez homens já estiveram por lá em uma série de seis missões que levaram três anos. Neste programa do ABC da Astronomia, você descobre como se deu a colisão que deu origem à Lua e aprende como é a relação entre o satélite natural e o planeta Terra. A nossa força da gravidade faz com que a Lua permaneça em órbita, mas essa relação é recíproca, por isso a Lua também exerce influência na Terra, como no fenômeno das marés.

ABC da Astronomia [12] Kepler

As três leis de Kepler são aplicáveis a todos os sistemas binários de astros e aos novos sistemas solares que estão sendo descobertos. A busca da harmonia que norteou o seu trabalho talvez seja o que mantenha suas leis aceitas até hoje. Além de ser um dos nomes mais ligados à teoria do Heliocentrismo, Kepler participou do processo de ruptura de uma tradição de mais de 15 séculos, que até então associava as figuras esféricas à perfeição. Neste programa, você conhece o trabalho do matemático que viveu entre 1571 e 1630, na região correspondente à atual Alemanha.

ABC da Astronomia [11] Júpiter

Ele é muito grande: tem massa equivalente a 2,5 vezes a massa de todos os outros planetas do Sistema Solar juntos. Mas quando temos a experiência de olhar para ele no telescópio pela primeira vez é que dá aquele estalo de que somos mesmo muito pequenos, apenas uma bolinha girando em torno do Sol. Neste programa do ABC da Astronomia, você conhece um Júpiter, este gigante formado por gases e líquidos que tem mais de 60 luas ao redor e um sistema de anéis, além de um campo magnético.

ABC da Astronomia [10] Invisível

A luz visível traz muita informação do universo, mas ela é apenas uma pequena parcela de todas as radiações que já detectamos no universo: as estrelas e os astros emitem muito mais informações do que nós somos capazes de ver a olho nu, ou mesmo com a ajuda de telescópios. É a partir daí que nasce a Astronomia do Invisível, que você vai conhecer neste programa. Esta vertente da astronomia está em busca de mais segredos escondidos nas micro-ondas, raios X, raios Gama.

ABC da Astronomia [9] Heliocentrismo

No início a Terra era o centro de tudo. Depois de muita polêmica foi o Sol, Helios, que passou para o centro do universo. Os estudos avançaram, e com a ajuda da tecnologia, atualmente a nossa compreensão ampliou o tamanho do universo: o centro de tudo passa a ser indeterminado, com a expansão acelerada das galáxias. Neste programa do ABC da Astronomia, você pode viajar no tempo e compreender o pensamento em relação ao que está ao nosso redor, desde os filósofos da antiguidade até os grandes observatórios que temos hoje.

ABC da Astronomia [8] Galaxias

O conceito de Galáxia atravessa os séculos: começou a ser pensado por definições filosóficas, e atualmente os observatórios ao redor do mundo contabilizam bilhões de grupos de bilhões de estrelas, poeira, gás e formas pouco conhecidas de matéria. As galáxias são todo esse tipo de material, reunido pela gravidade, mas também envolvem muito mistério. Dizem até que algumas delas têm super buracos negros nos seus núcleos. Neste programa, você conhece os tipos de galáxias considerados pela astronomia e os desafios que elas impõem aos cientistas.

ABC da Astronomia [7] Fases da Lua

Nosso único satélite natural é usado por diversas culturas para medir o tempo, ou até mesmo para seguir superstições. Ao longo de um mês, a Lua oferece belos espetáculos a nós, felizardos espectadores. Tudo isso nada mais é do que um jogo de luz e sombra que ocorre entre ela, o Sol e a Terra. O esquema que resulta nas fases da Lua parece simples para quem observa, mas tem diversos detalhes que este programa esclarece. Saiba como esse fenômeno ocorre entendendo a relação de posicionamento e distância entre estes três corpos celestes.

ABC da Astronomia [6] Estrelas

Elas são gigantescas fornalhas em constante atividade, produzindo energia e todos os elementos que compõem a natureza que conhecemos. Talvez seja por isso que nos encantem tanto quando olhamos para o céu durante a noite e admiramos seu brilho. Neste programa do ABC da Astronomia, você vai ver que as estrelas nascem, vivem e morrem. Saiba como se dá este ciclo e aprenda um pouco sobre a nossa estrela mais famosa: o Sol.

ABC da Astronomia [5] Distâncias

Desde crianças aprendemos a fazer julgamentos relacionados às distâncias dentre objetos, como entender que um avião fica menor à medida em que se distancia no céu. Mas esses conceitos, baseados muitas vezes na nossa intuição, podem levar a algumas conclusões equivocadas, porque os ângulos e efeitos enganam nossos olhos. Essa regra vale também no espaço: para calcular e entender as distâncias astronômicas, é necessário usar técnicas especiais de medida. Entenda como isso funciona.

ABC da Astronomia [4] Cruzeiro do Sul

Olhar para o céu e identificar figuras por meio da ligação de estrelas é um exercício de criação que atravessa séculos e está presente em todas as culturas do planeta. Neste episódio do ABC da Astronomia, você vai entender o que são as constelações e ver que não é preciso haver necessariamente uma proximidade física entre as estrelas para formá-las. Vai conhecer, também, as estrelas que formam o famoso Cruzeiro do Sul, além de outras constelações populares entre os indígenas brasileiros.

ABC da Astronomia [3] Big Bang

O ABC da Astronomia mostra neste programa que o surgimento do universo foi muito mais do que uma explosão, como temos ideia do que tenha ocorrido. O tempo e o espaço também surgiram durante o evento conhecido como Big Bang, e desde então acontece uma expansão acelerada de partículas por toda a nossa galáxia. Saiba como se dá o desenvolvimento do universo desde aquele momento, há 13,7 bilhões de anos, e como o jovem Sistema Solar, nascido há 9,5 bilhões de anos, entra nessa história.

ABC da Astronomia [2] Ano Luz

O Ano Luz pode parecer uma unidade para medir tempo, mas este é um padrão que define as distâncias entre os planetas e demais corpos celestes no universo. Cientistas chegaram a esta medida porque a velocidade da luz é considerada constante: 300 mil km/s. Pode-se dizer que olhar para o céu é ver o que está no passado, e neste episódio do ABC da Astronomia você vai entender o porquê desta afirmação conhecendo algumas das estratégias para calcular o ano luz, além das maneiras de encontrar distâncias entre os astros.

ABC da Astronomia [01] Astronomia

Observar o céu é um hábito praticado por todos os povos, em todos os tempos. A análise do que acontece fora do planeta Terra é uma das ciências mais antigas da humanidade: a astronomia, palavra originada do grego que significa Lei das Estrelas. Com o tempo, a ciência que estuda a posição e o movimento dos astros no universo ganhou mais vertentes e desafios. No episódio de abertura da série ABC da Astronomia, o professor e astrônomo Walmir Cardoso te convida a viajar por essa evolução: desde os primeiros olhares do homem até a astronomia extragaláctica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...